DISTRESSED
INVESTING

Aqui a DW Distressed tem sua maior expertise. Esses investimentos são realizados em empresas que possuem um negócio rentável e consolidado, mas tem seus ativos depreciados em razão de situações de crises contingentes ou definitivas, mas que, uma vez reestruturada, pode voltar a ser rentável ou vendida.

MAIS SOBRE ESSE MERCADO

Ativos considerados de médio e baixo risco no mercado de crédito podre são excelentes opções para aporte financeiro. Como em alguns casos os bens ofertados pelas empresas possuem giro rápido de venda – desde que dentro das conformidades estabelecidas pela legislação na hora da compra e da venda –, é bastante plausível que o investidor consiga ter um rápido retorno do investimento, diferentemente, inclusive, de outras operações dentro do mercado de ativos estressados. Mesmo pela aparente facilidade da modalidade, todo investimento desta natureza deve ser precedido de uma rigorosa análise do bem que se está disposto a adquirir. Nos casos de bens imóveis, é fundamental atestar se não há impeditivos, tais como penhora, hipoteca, dívidas tributárias, etc. Para o investidor/revendedor do ativo, é mais seguro iniciar uma negociação somente após “limpar” o título comprado. Apesar de ainda jovem, o mercado brasileiro de operações de distressed assets já está respaldado legalmente. A Lei nº 11.101/2015, de Recuperação Judicial, trouxe avanços para os players de todos os portes e potenciais de investimento. Hoje, até mesmo os ativos e bens bloqueados pela Justiça brasileira (em constrição) podem ser alvos de investidores, desde que a detentora consiga uma autorização legal de comercialização.

businesspeople-in-office-2021-11-09-00-19-28-utc verde.png